A vacinação é a única forma de prevenção contra a rubéola

A rubéola é uma doença transmissível que representa um perigo para toda a população, mas tem graves consequências especialmente para as mulheres grávidas. Chamada de Síndrome da Rubéola Congênita, a condição provoca diversas complicações para o fato (como a surdez, problemas de visão e até mesmo aborto).

Devido à adesão da população brasileira à vacina tríplice viral (que previne a rubéola e outras doenças como sarampo e caxumba) o país recebeu, em 2015, o certificado de eliminação da rubéola.

Apesar disso, o desaparecimento da doença no Brasil fez com as pessoas se descuidassem novamente e faltassem com suas vacinas, o que é sinal de perigo para a Saúde nacional.

A eliminação da doença só pôde acontecer devido ao sucesso da Campanha de Vacinação para Eliminação da rubéola, em 2008, que atingiu 97% do público alvo (homens e mulheres de 20 a 39 anos). Assim, a transmissão do vírus foi interrompida. Viu como é importante manter o calendário de vacinação em dia? A imunização é melhor forma de prevenção, sempre.

Por isso mesmo o Ministério da Saúde tem falado mais sobre a vacinação contra a doença. Segundo dados, a cobertura vacinal da tríplice viral em 2018 para crianças estagnou-se em 84,01%, sendo a meta do Ministério de 95%.

É importante ressaltar que somente a vacinação protege contra a rubéola e que, caso a doença erradicada volte a assolar o país os danos podem ser irreversíveis, especialmente nas crianças. Por isso, é necessário que todos garantam a imunização.

O Ministério da Saúde ainda frisa que não é necessário esperar pela Campanha de Vacinação, já que a imunização acontece o ano inteiro.

Você pode conferir mais sobre a vacina tetraviral (atualização da tríplice viral) e sobre a Medvacinas clicando aqui.

Sobre a Rubéola

A doença é transmitida por um vírus e é altamente contagiosa. Sua transmissão se dá por meio de secreções nasais expelidas durante a tosse, respiração ou fala do doente.

Seus sintomas principais são febre, alteração dos linfonodos, manchas avermelhadas pelo corpo, dores no corpo e cabeça e desconforto ao engolir.

Etiquetas: , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ACOMPANHE

Av. Onze de Agosto, 1818, Vila Embaré
Valinhos/SP - CEP 13.271-210
(19) 3327-5554

Horário de Funcionamento:

Segunda a Sexta:
08:00 às 18:00
Sábado:
08:00 - 12:00

Desenvolvido por Semeia Propaganda